Autores: Daniel Burkhard & Jair Moggi
Editora Elsevier-Negócios – março/2009

“Mede-se uma inteligência de primeira pela sua habilidade de manter ao mesmo tempo duas idéias opostas e, ainda assim, reter a capacidade de funcionar”
(F.S.Fitzgerald)

A estratégia da Gestão do Capital Espiritual das organizações faz parte de fenômenos maiores que extrapolam o mundo dos negócios, já que está inserida nas demandas do amplo, complexo e vasto processo de desenvolvimento da consciência do ser humano como individualidade e da própria humanidade como entidade coletiva.
A Gestão desse capital espiritual é a estratégia mais criativa, a de mais longo alcance e o maior e o mais nobre desafio para as lideranças do nosso tempo, uma vez que as empresas são hoje, as instituições humanas que detém o mais alto poder de influência no planeta nos seus níveis físicos, ambientais e econômico-sociais.
Neste livro os autores conseguem com maestria, através de um pensamento vivo navegar entre as dimensões da matéria e do espírito, desvendando as profundas relações existentes entre as pessoas e as empresas a que estão ligadas. Nessa viagem são mostradas de forma objetiva as conexões, interdependências e conseqüências dessas relações no contexto do crescimento e desenvolvimento empresarial e individual, emergindo daí de forma natural e surpreendente o conceito de Capital Espiritual da Organização.
Daniel Burkhard e Jair Moggi, a partir da Antroposofia de Rudolf Steiner e das suas experiências pessoais, em mais de 30 anos como ex-executivos e consultores organizacionais, revelam nesse livro de forma ousada e prática as dimensões visíveis e invisíveis das organizações humanas.
As seguintes quentões e temas são profundamente tratados ao longo do texto, tendo como pano de fundo o Conceito de Capital Espiritual da Organização:

  • O que está por traz das grandes megatendências que afetam o mundo dos negócios? O que isto tem a ver com o estágio de consciência racional e lógica que a humanidade vive atualmente. Quais são as possibilidades para o futuro?
  • Como olhar o ser humano e as organizações numa perspectiva que integra e transcende a realidade visível, abrindo perspectivas para novos estágios de consciência individual e coletiva que podem transformar completamente a forma como conduzimos as nossas organizações e o mundo dos negócios? O que e como isto pode inspirar para novas posturas de liderança e gestão?
  • O que é carma no contexto organizacional, numa perspectiva sem preconceitos?  Qual é o papel do carma e como perceber a atuação dessa poderosa força que transcende os conceitos da administração, da psicologia, da sociologia e da pedagogia tradicional no contexto organizacional? O que isso tem a ver com o processo de trabalho em grupo e de liderança?
  • Quais são e qual é o papel das forças espirituais adversas (o mal), que atuam nos palcos cármicos criados pelos negócios? Quais são os desafios e possíveis direções de desenvolvimento, a partir do conhecimento dessas forças no dia-a-dia empresarial?
  • Como trabalhar de forma consciente com os fenômenos criados pelas dimensões materiais e espirituais no dia-a-dia? Como criar condições para uma gestão genuinamente humanizada que se diferencie no mundo pela obtenção de resultados quantitativos e qualitativos equilibrados?
  • Quais são os exercícios, instrumentos e modelos que podem ser aplicados no dia-a-dia empresarial a partir das perspectivas colocadas anteriormente?
  • Quais são os princípios, requisitos e passos para a implementação da Gestão do Capital Espiritual da Organização.

Esta leitura, com certeza, irá proporcionar “insights” profundos e predisposição para a ação de líderes e profissionais responsáveis por obtenção de resultados qualitativos e quantitativos em organizações e instituições, que precisam fazer a diferença num mundo cada vez mais complexo e interdependente.

“Espírito nunca sem matéria, matéria nunca sem espírito”
(Rudolf Steiner)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *